quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Tudo o que eu imaginei de tortura, sofrimento, dor, tristeza foi tão rápido que se o objetivo fosse realmente falar só sobre isso o blog teria acabado há uns 10 dias!

Aaaaahhhhhh. Nada como um dia após o outro!!

0

Apesar do último surto parecer assustador, sei que não foi um daqueles de quando a gente para de fumar! Ih, ficou confuso. Deixa eu explicar melhor.
Nos primeiros dias sem cigarro as variações de humor são mais constantes e aí sim você percebe que está agindo de determinada maneira em decorrência do não fumar. Pelo que andei lendo e me informando a respeito, os altos e baixos variam de pessoa para pessoa. Eu ficava triste e de repente muito feliz. Triste mesmo, de chorar, sabe? Eita! Soube de pessoas que ficavam mal humoradas e depois felizes, outras que ficavam bravas e depois calmas... enfim, varia muito! Por isso repito, os primeiros 15-20 dias são os mais complicados, passados eles tudo fica mais estável e controlável! De verdade!
Meu surto de ontem foi resultado de um período de stress que aconteceria eu fumando ou não. Ok, eu aproveito o fato do fim do tabagismo para aumentar o drama, mas sei que não foi bem assim. Como o próprio post disse, quem nunca teve um dia de fossa? Na minha vida tumultuada então, tenho vários! Principalmente os de fúria, rá!
Hoje me dei conta de que o blog, que seria, entre várias outras utilidades, o meu aliviador de abstinência, o lugar para eu explicar sobre tremedeiras e sensações bizarras do sofrimento sem a nicotina se tornou um divã público para eu falar sobre a minha nova vida e rotina sem o cigarro! Tudo o que eu imaginei de tortura, sofrimento, dor, tristeza foi tão rápido que se o objetivo fosse realmente falar só sobre isso o blog teria se encerrado há uns 10 dias!
O processo de parar, por incrível que pareça, já foi! O blog hoje é um lugar para eu falar sobre as descobertas, de como é fazer praticamente todas as coisas que eu já fazia antes, mas sem fumar. Em alguns casos é bem diferente, em outros é exatamente como eu disse: fazer a mesma coisa de antes só que sem cigarro. Simples assim!
Hoje faz 1 mês e 6 dias que parei e minha rotina já está muito mais adaptada a não fumar do que ao contrário. Querem saber mais? Não sinto mais vontade! O mantra "não posso fumar, não posso fumar" que tinha passado para "um cigarrinho caia bem" agora virou um raro "Se eu ainda fumasse seria agora que eu acenderia um cigarro" seguido de uma risada saudosa, porém com ar de vitória!
Vamos que vamos, nada como um dia após o outro!
As vezes nem eu acredito que estou conseguindo... oh yeah!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...