segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

No hotel pela primeira vez sem fumar

Recentemente passei por mais uma experiência do quesito "coisas normais que ficam muito diferentes sem fumar". Bom, pensando bem, se eu levar esse quesito em consideração a minha vida nos últimos meses pode ser definida assim. Rá! Mas vamos à história.

Primeira vez em um hotel sem fumar! O que isso pode ter de tão diferente e especial?
Eu já comentei aqui sobre a dificuldade que eu tinha nos últimos anos quando o assunto era viagem. Além do fator meio de transporte (já falei sobre os aeroportos e aviões aqui), os hotéis sempre eram um ponto super complicado da viagem. Quarto para fumante e tolerar o cheiro insuportável que ficava dentro dele ou um quarto não fumante e aguentar o meu humor insuportável dentro de mim? Eis a questão!

Em qualquer hospedagem que já fiquei na minha era tabagista, eu já entrava no local procurando a área de fumante. Desnecessário dizer que antes mesmo de chegar eu já fazia uma investigação detalhada sobre o assunto. Admito, até, que em algumas oportunidades quebrei a regra de não fumar no quarto. Não quebrei totalmente vai, me debrucei para fora da janela, quase que caindo para colocar tronco e braços o mais distante possível do quarto para fumar lá, pendurada. Momentos de desespero, não era comum, mas já fiz e admito (que vergonha)!

Tudo isso para dizer e mostrar como o maledeto do cigarro estava incomodando a minha vida. Podia ser um hotel 5 estrelas super luxo, mas o fato dele dificultar os meus tragos me dava uma certa raiva. Ao mesmo tempo nos quartos de fumante que eu já fiquei o cheiro era realmente bem nojento, até mesmo pra mim que era tabagista.

Enfim, lá fui eu recentemente me hospedar em um hotel pela primeira vez como ex-fumante. Como é bom entrar no quarto e.. entrar no quarto, ué! Acomodar as coisas, chegar com calma, quiça até dar uma encostada na cama e relaxar um pouco. Admito, também, que eu tenho pensado tão pouco no cigarro que nem observei onde eram as áreas de fumante, coisa que eu acabo fazendo as vezes meio que por hábito e meio que por curiosidade.

Eu sempre falo que é a somatória das pequenas descobertas e delícias de ser ex-fumante que tornam esse processo uma enorme renovação. Está aí mais uma pequena maravilha do meu mundo sem tabaco!

Um recadinho para o meu marido que le o blog: agora que já testamos o hotel, leva a Cacá para testar andar de avião hahahaha!

Beijos, fui, até a próxima pessoal! =)

Como é bom não me preocupar mais com isso!

2 comentários:

  1. Adorei a sua análise da experiência. Comigo era bem assim tb! Se bem que eu fumava escondida no banheiro... e depois, dá-lhe desodorante pra tentar disfarçar o odor... pobre ilusão a minha!

    E vamos fazer a campanha pro maridão te levar pra andar de avião... mas só vale se for aquelas viagens de 10 horas, no mínimo! De preferência, cruzando o oceano! 😂😉

    😘😘😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lívia! =)
      hahaha no banheiro do hotel? hahahah vivendo perigosamente! Realmente, eu tinha certeza absoluta que desodorante e perfume tiravam o cheiro do cigarro nessas ocasiões... quanta ingenuidade!

      Adorei a campanha! Eu ia ficar feliz com uma ponte-aérea já, mas depois da sua sugestão, simbora naqueles de cruzar o oceano! hahahaha

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...