sexta-feira, 19 de maio de 2017

Parar de fumar engorda? - Teste da balança 8 meses depois

Se tem algo que assusta, que polemiza e que complica bastante a decisão de parar de fumar é o medo de engordar. Eu tomei a decisão de largar o vício meio de supetão assim, sem pensar muito, porque certamente se eu lembrasse dessa questão do peso eu teria pensado duas vezes antes de parar. Melhor dizendo, eu pensaria umas 10 vezes. Ainda bem que eu só fui lembrar disso algum tempo depois de ter parado.

Quem acompanha o blog viu que eu me pesei nos primeiros três meses quando parei de fumar (só procurar no blog a série de posts "Teste da Balança"). Agora passados 8 meses e meio eu vim contar para vocês o que aconteceu comigo. Vou falar um pouco das diferenças que senti em mim esse tempo todo e também sobre outras coisas que eu li a respeito do assunto. Vamos lá?

Metabolismo
Eu li que um dos motivos da alteração de peso no ex-fumante é porque o metabolismo fica mais devagar. Não tenho aqui o embasamento científico nem sei citar uma fonte confiável para essa informação. Eu senti sim que meu metabolismo mudou completamente. Ficou mais devagar e, consequentemente, passou a gastar menos calorias no dia-a-dia do que na minha época tabagista.

Absorção de nutrientes
Há uma outra hipótese por aí de que ex-fumantes engordam, pois toda a química do cigarro faz com que o corpo absorva menos nutrientes dos alimentos. Com isso, depois que largamos o vício, o corpo passa a absorver de forma mais completa tudo o que consumimos e, assim, mais energia acumulada.
Não sei se é verdade, também não tenho o embasamento científico aqui para comprovar. De qualquer forma, achei que essa explicação faz sentido.

Sabor dos alimentos
Dizem também que o ex-fumante engorda porque a comida fica mais saborosa (até hoje aguardo ansiosamente sentir esses sabores). Também dizem que engordamos porque precisamos manter nossa boca ocupada, então estamos sempre beliscando alguma coisa. A terceira hipótese é de que nosso paladar muda e passamos a gostar de alimentos que até então não ligávamos muito antes.

Eu virei uma formiguinha. Antes eu não ligava muito para doces, mas hoje eu não consigo passar um dia sem comer um docinho que seja. Além disso, eu desenvolvi um péssimo hábito de consumir balas desesperadamente. Virou uma espécie de compulsão. Ainda que no começo eu tentava me concentrar apenas nas versões "sugar free", ultimamente eu desandei a comer qualquer balinha que seja Eu sempre fui fã de balas, mas não do jeito que estou agora. Parece que descobri onde está a minha válvula de escape, não é mesmo? Preciso dar um jeito nisso urgentemente.

Teste da balança
É com muito alívio e alegria que conto aqui para vocês que eu não engordei!
Posso repetir? É tão bom falar isso:
EU PAREI DE FUMAR E NÃO ENGORDEI!!!!!
Hoje tenho o mesmo corpo e medidas que tinha na época em que eu era fumante!
Admito que levei um tempo para adaptar o meu corpo aos meus novos hábitos e à minha nova vida. No começo a ansiedade sem o cigarro me fez ganhar alguns quilinhos sim. Percebi onde eu estava esculhambando, reajustei ao cardápio e logo no terceiro mês voltei ao peso inicial. Hoje é vida normal, sem segredos e sem mistérios.
Em nota, a prática de atividades físicas me ajudou por demais nesse processo. Eu até tentei colocar aqui, mas são tantos os pontos a respeito disso que achei que merecia um post a parte. Vou providenciar um a respeito disso (e dá-lhe promessa literária)

Hoje vivo bem, entendo meu corpo de uma maneira completamente nova e sou muito mais feliz assim!
Ufa! Mais um desafio superado nessa vida sem fumaça.
E vamos que vamos! Até a próxima pessoal!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...