quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Fissura - O retorno!

Estou eu quieta, vivendo a vida calmamente, tudo sob controle, quando...

Segura essa Carol!

Olha, eu achei que meu caso com a fissura estava encerrado, mas ontem descobri que não. A última vez que tive uma foi perto do Natal, então temos aí um belo intervalo entre uma situação e outra, não posso reclamar tanto. Só que poxa... não quero mais receber essa visita.

No momento do desespero, além das lágrimas e desabafo com o meu marido, corri no whatsapp e pedi ajuda urgente para o grupo do QuitNow Runners! A resposta veio de maneira imediata: uma enxurrada de frases de apoio, incentivo, praticamente um grande abraço virtual... e assim me reestabeleci e enfrentei mais uma das avalanches de emoções que uma fissura consegue causar.
Não tardou para ela ir embora da mesma maneira misteriosa como apareceu e eu fiquei lá meio que sem entender nada. A sensação foi como se um furacão tivesse passado por mim.

Pensei muito se eu contaria isso aqui ou não, por poder ser um relato meio desanimador para quem está no processo de parar de fumar, especialmente para aqueles que estão começando. Saber que eu aqui aos quase 6 meses sem fumar (Yeah!) tive uma fissura a ponto de recaída não é a melhor das notícias. Por outro lado, eu sempre fui muito sincera no blog e não ia começar a esconder as coisas logo agora, né? Além disso, cada um tem uma reação diferente no processo de parar de fumar, então deixo registrado aqui exatamente o que aconteceu comigo e não vou mentir para parecer mais forte ou mais fraca.

Agora o ponto mais importante nisso tudo, pelo menos pra mim, é dizer que em caso de desespero procure ajuda! Não tem problema nenhum pedir ajuda urgente porque a situação está insuportável e desesperadora. Eu sou bastante orgulhosa e tenho uma postura de durona para enfrentar as coisas, então muitas vezes pra mim é difícil pedir ajuda. Ainda bem que deixei essa bobeira de lado e dei o grito de socorro - o apoio que recebi com isso foi fundamental para eu ter forças para seguir em frente.

Mais um furacão que passou e mais uma vez a lição: não posso dar bobeira, o vício ainda me cerca!
Ufa. Sobrevivi! Vamos em frente, segue o plano!

E aos queridos amigos do QuitNow! Runners e ao meu marido, o meu mais sincero:

💓 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...