sexta-feira, 4 de novembro de 2016

O teste da cerveja - 2 meses depois

De todas as atividades que realizei nesses últimos tempos, consumir bebida alcoólica é a única que ainda não posso dizer que é melhor sem o cigarro. Correr é melhor, saborear os alimentos é melhor, humor, cheiros, sentimentos... são tantas as melhorias, mas no quesito bebida vou ficar devendo um relato mais agradável. Não é a mesma coisa e continuo achando que nunca será.

Não tem jeito, na minha opinião bebida e cigarro caiam muito bem juntos. Eles combinavam, era bem agradável essa dupla e mesmo agora que estou sem fumar há pouco mais de dois meses a minha opinião não mudou: cerveja sem cigarro é estranho. Que fique claro, não significa que é ruim, inviável, ou que é impossível, nada disso! Continuo tomando minha cervejinha e meu vinho sem problema algum. Só é meio... manco!

Pelo menos para mim esse é o calcanhar de Aquiles disso tudo e se eu pudesse abrir uma única brecha nessa vida sem fumaça seria para isso: cigarrinhos com bebida. Poxa, seria ótimo!

Eu admito que já pensei em me policiar e me permitir fumar na hora de beber, mas aí pensei de novo e desisti dessa ideia. O projeto é uma vida 100% sem cigarro, então assim será. Além disso fiquei com medo de virar alcoólatra, pois ia querer beber toda hora só para fumar, já pensou? Projeto Parar de Fumar na Hora de Beber ou ainda Projeto Parar de Beber Para Não Fumar....Eita! Não não, deixemos tudo como está, nada de abrir exceções.

Imagino que seja por isso que quando as pessoas param de fumar são fortemente incentivadas a não beber tão cedo. Tudo isso porque não é igual e nada vai substituir essa combinação! Mas é aquela história, se só tem tu vai tu mesmo, vivendo e aprendendo a jogar, é isso aí!

Vamos que vamos, meio manco, mas não podemos parar! Até a próxima pessoal!

2 comentários:

  1. Sim, lamentavelmente a dupla (cigarrinho + cerveja) é imbatível, quem nunca fumou não sabe do que estamos afirmando, mas realmente apenas a cerveja sem o cigarro para quem teve essa dupla por anos e anos, fica uma coisa bem "manca". Por várias vezes nesses momentos, me passou pela cabeça essa de me permitir a fumar apenas quando bebo, mas sei que não vai funcionar, vou contar os segundos para que chegue o fim de semana para poder fumar e beber, ou na certa vou ficar inventando desculpas para poder beber praticamente todos os dias. Sinceramente, querer que a vida passe rápido para que possa fumar um cigarro, é se auto-sabotar, se auto-escravizar novamente, enfim, sinceramente acho que eu não conseguiria também me policiar e fumar apenas nessas ocasiões, tenho certeza que qualquer stress, qualquer chateação, qualquer ansiedade, lá estaria eu acendendo um cigarro novamente, mesmo sem bebida. Uma das coisas boas de ter cessado o vício e não ter que sentir a vontade insuportável de fumar enquanto bebe uma cerveja, quando paramos no começo ainda é bem difícil não pensar na combinação de ambos, mas conforme vamos indo mais e mais longe sem o cigarro, vai se tornando muito mais fácil lidar sem essa combinação e associação. Sem contar também que se pensarmos apenas no lado bom do vício, nunca enxergamos o lado ruim, que são as doenças que o vício pode nos trazer com o passar dos anos. Enfim, é difícil no começo curtir a cervejinha sem o cigarro? Sim, é difícil, porém com o tempo ficará mais fácil, acredite.... :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rodrigo!
      Nossa, foi exatamente isso que eu pensei. Eu ia querer beber para tudo, já que seria a condição para poder fumar. Também achei melhor não. Se todo mundo consegue só beber eu também conseguirei!
      Será sempre uma saudosa combinação, mas acho que com o tempo a lembrança do gosto vai indo embora e uma hora não sentirei mais falta. Assim espero!!! :)
      Obrigada pelas sempre incríveis contribuições!!! É tão bom ouvir outros ex-fumantes!!!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...