quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Desafio da balança - 2 meses depois

Feriadão no ar e com ele chegou o dia de mais um resultado do desafio da balança! Todos prontos? Eu não. Rá!

Para quem está chegando agora e não está entendendo bulhufas, deixa eu explicar. Logo que eu parei de fumar eu lembrei daquela máxima que dizem por aí "parar de fumar engorda" e, após pesquisas no Dr. Google, nada de fato me dizia se isso era só uma lenda ou se de fato parar de fumar engorda. Daí então eu me comprometi a me pesar 1 mês depois para verificar se houve mudanças (se quiser ler o post na íntegra, segue o link). Agora, dois meses depois, fiquei de mostrar o resultado da balança de novo. Aqui estamos!

No último mês quando me pesei vi que estava 1,5kg mais pesada do que quando parei de fumar e com um aumento de 2cm em todas as minhas medidas. Foi aí onde paramos, certo?

Depois disso comecei a me pesar todo dia para acompanhar o que estava acontecendo e percebi que o ponteiro da balança não parava de subir. Mais umas gordurinhas aqui, aumento de medidas ali e, sem brincadeiras, por volta de 05 semanas após parar de fumar eu atingi a marca de 3kg a mais! No dia que me pesei e vi esse resultado eu fiquei muito preocupada.



Sei que esculhambei logo quando parei de fumar, mas nesses últimos tempos eu já  estava mais controlada. Eu sempre me alimentei muito bem, um cardápio repleto de legumes, verduras, proteinas magras, zero frituras e tudo mais o que a boa nutrição recomenda. Eu faço a prática frequente de exercício físico, incluindo atividades de alta queima calórica. O que mais eu poderia fazer? Não era justo o que estava acontecendo. Decidi então voltar a fazer o que sempre fiz: parar de me pesar! (Achou que eu ia falar "voltar a fumar", né? Humf)

Ainda inquieta com essa situação, prestei atenção e reparei em dois pequenos detalhes: eu estava consumindo muito mais açúcar do que habitualmente (balas, chocolates, chicletes e outras besteirinhas) e eu estava retendo líquido (quando a gente coloca uma meia nos pés e depois que tira fica com a marca do elástico por mais de 1 hora, algo está estranho).  Observei bem e vejo que eu não estava necessariamente engordando: eu estava inchada!

Cortei os doces indevidos e substituí todas as balas pela versão zero açúcar. Coloquei na minha dieta chás diuréticos e também fiz algumas sessões de drenagem linfática. Quanto às atividades físicas, eu até tentei no começo ir um dia a mais na academia, mas atrapalhou muito a minha agenda, não deu certo. O que fiz foi me diciplinar nos três dias de exercício - já que no primeiro mês sem fumar alguns compromissos me fizeram faltar várias vezes na academia.

Com esses pequenos ajustes comecei a me sentir muito melhor, pelo menos na parte psicológica o efeito foi muito bom. Eu estava confiante! Continuei sem pisar na balança, mas algum tempo depois arrisquei um pequeno teste na fita métrica, só de curiosidade. Estava dando efeito! Viva! Não quis me pesar, aquilo poderia me incentivar ou fazer eu jogar tudo pra cima e ficar muito triste. Segui firme na dieta balanceada, balas sem açúcar, chás, exercícios e todo o combo.

Agora chega de blá blá blá e vamos ao resultado?



Hoje, 65 dias depois de parar de fumar o resultado da balança aponta que:
- estou 0,9kg acima do meu peso original;
- minha medida de cintura bate com a inicial e a de quadril está 0,3cm acima do que quando comecei!

Ufa! Menos mal!

O copo está meio cheio ou meio vazio? Posso falar que cheguei a engordar 3kg e já perdi 2,1kg ou que estou 0,9kg acima do meu peso original! Outra coisa importante: o ponteiro da balança não vai disparar ao infinito e além. Pelo menos ele parou e já está diminuindo. Nem tudo está perdido! Moral da história: parei de engordar (viva!) e já estou recuperando o meu peso (viva! viva!).

Lembrando que isso é uma avaliação bem rasa, eu não estou medindo aumento de massa magra, quantidade de líquido no corpo e outros dados muito mais relevantes. Balança e fita métrica são dois parâmetros mais populares só para matarmos a curiosidade nesse blog.

Embora eu preferia trazer boas notícias desde o primeiro mês que me pesei, eu tenho uma conclusão a respeito de tudo isso que eu gostaria de compartilhar. Parar de fumar é uma das coisas mais difíceis que eu já fiz na vida. É muito complicado, exige uma força de vontade gigante, muitos desafios, equilíbrio emocional e uma série de outras coisas com as quais eu tive que me preocupar. Lógico que eu não queria ter engordado nada, mas o meu objetivo inicial não era focar na balança e ainda que eu estivesse preocupada eu vejo que eu não teria força suficiente para me policiar nas duas coisas. Hoje estou apenas administrando a secessão do meu tabagismo, então fica muito menos difícil eu me concentrar também na perda de peso. Um passo de cada vez, ou como diria o outro, "Calma, é aos poucos que a vida vai dando certo!".  Eu acredito!

Um pequeno adendo para as mulheres: celulite e gordura localizada mudam MUITO sem o cigarro. Para melhor! Prometo um post a respeito, mas acreditem: celulite zero mesmo no meio dessa confusão! Aeeeeeeeeee!!!

Agora em dezembro farei uma última pesagem, vamos ver o que vai acontecer! Mais importante de tudo: estou feliz e confiante!

Vamos que vamos, força Carol - agora de volta com cinturinha hahaha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...