sexta-feira, 23 de setembro de 2016

O teste do chiclete

Depois da incrível aventura no teste da cerveja, essa semana fiz o teste do chiclete de nicotina!
Como eu já havia relatado por aqui em algum outro post, eu comprei eles em um momento de pânico no meu primeiro dia sem fumar e fiquei carregando eles comigo na bolsa para me prevenir em alguma eventualidade, surto ou desespero.
Esse momento nunca chegou, até que me comportei bem na abstinência, mas o que fazer então com um pacote com 30 gomas de mascar sabor menta/nicotina? Pensei em procurar alguma ONG ou grupo de apoio para quem quer parar de fumar, fazer uma doação... seria uma boa ideia. Também pensei em voltar à farmácia e tentar devolver, ou trocar por outra coisa. Só que eu não aguento, sou curiosa, resolvi testá-los, não ia perder essa oportunidade!
Não sei se foi por medo, peso na consciência ou os dois juntos, mas ontem a minha primeira experiência foi péssima. Masquei o chiclete por alguns minutinhos e me deu um ataque de tosse. Insisti mais um pouco e a tosse persistiu. Resolvi jogar fora. Depois fiquei com dor de cabeça.
Hoje de manhã lá fui eu de novo. Não foi tão dramático quanto ontem, mas me deu sim uma leve vontade de tossir... e eu não achei que o chiclete e todo o processo estava me dando uma sensação de prazer e alivio, como deveria ser. Mais uma vez me senti um pouco mal, joguei fora e agora  não sei o que fazer com eles, só sei que não vou mais mascá-los (se alguém tiver sugestões do que posso fazer com eles me avisem).
De qualquer forma, o principal objetivo disso tudo era testar os chicletes, então posso dizer que a etapa está concluída com sucesso (posso dizer com sucesso nesse caso? Que confuso!).
Como sempre digo, não posso generalizar essa experiência, pode ser que para algumas pessoas os chicletes funcionem super e sejam uma ótima válvula de escape. Para mim foi um fracasso total. Vale ressaltar que eu detesto chicletes, nunca fui muito fã deles, o que certamente influenciou (se fosse uma bala de nicotina eu com certeza faria o teste com mais amor no coração rsrsrs).
Por hora é isso pessoal! Vinte e cinco dias sem fumar, and counting! Viva!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...